FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Plano de intervenção para a redução de pacientes obesos na área da equipe de Saúde da Família do Novo Horizonte em Ituiutaba - Minas Gerais
A evolução nutricional da população brasileira revela, nas duas últimas décadas, mudanças em seu padrão. Ao mesmo tempo em que declina a ocorrência da desnutrição em crianças e adultos, aumenta a prevalência de sobrepeso e obesidade. Neste cenário epidemiológico, destaca-se a obesidade por ser simultaneamente uma doença crônica e um fator de risco para outras doenças deste grupo, como a hipertensão e o diabetes. Foi proposto um Plano de Intervenção com objetivo de reduzir o número de pacientes obesos na área da Equipe de Saúde da Família - 5, do bairro Novo Horizonte, em Ituiutaba - estado de Minas Gerais, Brasil.. Obesidade, aqui definida como o grau de armazenamento de gordura no organismo associado a riscos para a saúde, devido a sua relação com várias complicações metabólicas. Sua etiologia é complexa e multifatorial, resultando da interação de genes, ambiente, estilos de vida e fatores emocionais. O índice de massa corporal (IMC) é recomendado para a classificação da obesidade em nível populacional e na prática clínica - IMC é estimado pela relação entre o peso e a estatura, e expresso em kg/m². Tratamentos com orientação dietética, programação de atividade física e modificação comportamental, constituem os seus principais pilares. Espera-se, que o projeto de intervenção tendo como porta de entrada a atenção básica de saúde, possa melhorar a saúde dos pacientes através da prevenção ou da melhora das complicações advindas da perda de peso, através de ações de incentivo, apoio à adoção de hábitos alimentares saudáveis e à prática regular da atividade física
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/11121
25/Nov/2018
  • Obesidade
  • Índice de massa corporal
  • Estratégia Saúde da Família
  • Atenção Primária à Saúde
  • Estilo de vida