FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Conhecimento de gestantes e adolescentes da Unidade Básica de Saúde Caiçara-Canindé sobre vaginose bacteriana
A vaginose bacteriana (VB) não é necessariamente uma infecção sexualmente transmissível, mas acomete mulheres no mundo, principalmente as que iniciam precocemente suas relações sexuais e possuem maior número de parceiros sexuais em idade reprodutiva. Objetivou-se elaborar plano de intervenção na Estratégia de Saúde da Família Caiçara-Canindé sobre as Vaginoses Bacterianas; Identificar os principais fatores de risco para Vaginoses Bacterianas; Realizar oficina educativa sobre diagnóstico precoce, prevenção e tratamento de Vaginoses Bacterianas; Comparar o conhecimento de gestantes e adolescentes sobre Vaginose Bacteriana na Unidade Básica Caiçara-Canindé antes e depois da intervenção educativa. A intervenção acontecerá na Unidade Básica de Caiçara-Canindé com adolescentes e grávidas que tiveram vaginose bacteriana de janeiro a dezembro de 2015. Será realizada oficina educativa abordando conceito, sinais e sintomas, tratamento e detecção precoce do tema. Ainda será aplicado questionário antes e depois da intervenção para avaliar a aquisição de conhecimento. Espera-se elevar o nível de conhecimento dos participantes sobre vaginose bacteriana, para que sejam capazes de modificar fatores de risco e evitar a infecção e transmissão, diminuindo a incidência desta patologia que é muito frequente na população feminina. Saúde da Família Caiçara-Canindé sobre as Vaginoses Bacterianas; Identificar os principais fatores de risco para Vaginoses Bacterianas; Realizar oficina educativa sobre diagnóstico precoce, prevenção e tratamento de Vaginoses Bacterianas; Comparar o conhecimento de gestantes e adolescentes sobre Vaginose Bacteriana na Unidade Básica Caiçara-Canindé antes e depois da intervenção educativa. A intervenção acontecerá na Unidade Básica de Caiçara-Canindé com adolescentes e grávidas que tiveram vaginose bacteriana de janeiro a dezembro de 2015. Será realizada oficina educativa abordando conceito, sinais e sintomas, tratamento e detecção precoce do tema. Ainda será aplicado questionário antes e depois da intervenção para avaliar a aquisição de conhecimento. Espera-se elevar o nível de conhecimento dos participantes sobre vaginose bacteriana, para que sejam capazes de modificar fatores de risco e evitar a infecção e transmissão, diminuindo a incidência desta patologia que é muito frequente na população feminina. "
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/11408
04/Dec/2018


  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G)
  • Fenômenos Fisiológicos Reprodutivos e Urinários (G08)
  • Fenômenos Reprodutivos Fisiológicos (G08.686)
  • Reprodução (G08.686.784)
  • Gravidez (G08.686.784.769)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)
  • Saúde do Adolescente (SP2.006.037)