FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Obesidade infantil e educação em saúde na Atenção Básica
A obesidade tem sido associada frequentemente aos fatores genéticos, fisiológicos, metabólicos, ambientais e comportamentais destacando-se como um dos principais problemas de saúde pública. Nas crianças, a ocorrência do sobrepeso e a obesidade também é bastante preocupante. OBJETIVO: Elaborar um plano de intervenção para orientar e promover a alimentação adequada nos primeiros anos de vida das crianças. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo longitudinal, desenvolvido num período de 1 ano, que se dividirá em três momentos: inicialmente será realizada uma revisão da literatura, em artigos disponíveis nas bases de dados da saúde, nos idiomas inglês e português, publicados entre os anos de 1999 a 2013. Num segundo momento será realizado uma pesquisa com 200 mulheres cadastradas na unidade da Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Quixeramobim - CE, na faixa etária de 12 a 60 anos, e que aceitem participar da pesquisa realizada no período de fevereiro e março de 2015. Posteriormente, serão adotadas medidas de Educação em Saúde em Equipe Multidisciplinar, para orientar e promover a alimentação adequada, e adquirir hábitos alimentares acessíveis e de qualidade, com orientação quanto a importância das vitaminas e sais minerais, que deverão ser inseridos pelos familiares, nos primeiros anos de vida das crianças atendidas na ESF de Quixeramobim, para prevenção da obsidade infantil,. O Projeto será aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (Declaração de Helsique, 2008), e todos assinarão Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). RESULTADOS ESPERADOS: Redução do número de crianças com sobrepeso e obesidade; Combate a deficiências de vitaminas e anemias carenciais; Reeducação alimentar das crianças através da inclusão de hábitos alimentares saudáveis no cotidiano das famílias da comunidade, com redução dos casos de sobrepeso e obesidade infantil, na Atenção Básica.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/11425
04/Dec/2018

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Nutricionais e Metabólicas (C18)
  • Transtornos Nutricionais (C18.654)
  • Hipernutrição (C18.654.726)
  • DOENÇAS (C)
  • Condições Patológicas, Sinais e Sintomas (C23)
  • Sinais e Sintomas (C23.888)
  • Peso Corporal (C23.888.144)
  • Sobrepeso (C23.888.144.699)
  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Diagnóstico (E01)
  • Técnicas e Procedimentos Diagnósticos (E01.370)
  • Exame Físico (E01.370.600)
  • Constituição Corporal (E01.370.600.115)
  • Pesos e Medidas Corporais (E01.370.600.115.100)
  • Tamanho Corporal (E01.370.600.115.100.160)
  • Peso Corporal (E01.370.600.115.100.160.120)
  • Sobrepeso (E01.370.600.115.100.160.120.699)
  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G)
  • Fenômenos Fisiológicos (G07)
  • Constituição Corporal (G07.100)
  • Pesos e Medidas Corporais (G07.100.100)
  • Tamanho Corporal (G07.100.100.160)
  • Peso Corporal (G07.100.100.160.120)
  • Sobrepeso (G07.100.100.160.120.699)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Ciências da Nutrição (SP6)
  • Transtornos Nutricionais (SP6.016)


  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Nutricionais e Metabólicas (C18)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Ciências da Nutrição (SP6)

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I)
  • Educação (I02)
  • Educação não Profissionalizante (I02.233)
  • Educação em Saúde (I02.233.332)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)
  • Serviços Preventivos de Saúde (N02.421.726)
  • Educação em Saúde (N02.421.726.407)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Sistema de Vigilância Sanitária (VS1)
  • Política Nacional de Vigilância Sanitária (VS1.001)
  • Política de Saúde (VS1.001.004)