FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Acompanhamento dos pacientes com dislipidemia na Unidade Básica de Saúde (UBS) Guarujá no município de Cascavel - PR
Introdução: A Unidade Básica de Saúde de Guarujá no município Cascavel (PR) possui uma população de 4970 habitantes com um total de 1420 domicílios. A maior parte da população encontra trabalho na indústria, agricultura e comércio, com renda familiar média per capita de R$ 780,00. A maioria dos domicílios é de alvenaria, com acesso a energia elétrica, e água tratada e 100% usam fossa séptica e fossa rudimentar. As Dislipidemias foi um dos principais problemas identificados pela equipe, e é uma das cinco principais causas de procura de serviços médicos na Unidade Básica de Saúde (UBS) ela esta relacionada com as situações observáveis no cotidiano com a comunidade, com a rutina da equipe e é de fácil intervenção e é uma das doenças mais comuns. Trabalharemos com as pessoas portadoras de essa doença por sua alta incidência, modificando modo e estilo de vida, para lograr controle efetivo através do tratamento, correta alimentação e pratica de exercícios físicos. Objetivo: O objetivo do projeto é Propor um plano de ações junto à equipe de saúde para acompanhar os pacientes com Dislipidemia na UBS Guarujá. Metodologia: Este trabalho será um projeto de intervenção, onde elaboraremos ações a fim de mudar hábitos e estilos de vida em pacientes com dislipidemias para evitar complicações e manter o controle dos níveis de colesterol e trigliceridios, dos lipidios em geral. O trabalho será feito na UBS de Guarujá do município Cascavel-PR, no período de Fevereiro de 2016 até Dezembro de 2016. A intervenção será realizada por meio de oficinas temáticas com os pacientes com Dislipidemia cadastrados e acompanhados na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Resultados esperados: Com este projeto de intervenção espera-se obter um melhor controle dessa patologia, evitar complicações, seqüelas e a morte. Além disso, acredita-se ser possível sensibilizar os usuários para uma mudança de hábito e estilo de vida. A mudança no estilo de vida e um tratamento disciplinado permite prevenir e retardar as complicações apresentadas nos pacientes com dislipidemia, tornando assim imprescindível. Espera-se que através das oficinas realizadas, a adesão do paciente ao tratamento e às mudanças dos hábitos e estilos de vida seja ampliada, além de assumir-se como copartícipe do seu tratamento.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/12675
15/May/2019
Atenção primária à saúde
Prevenção de doenças
Estilo de vida