FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Perspectivas do Acolhimento com Classificação de Risco e Reorganização do Processo de Trabalho em uma Unidade da Estratégia de Saúde da Família
Introdução: O SUS ainda enfrenta o desafio de implementar um modelo de atenção integral à saúde dos indivíduos, famílias e comunidade. Existe uma grande procura de atendimentos na USF Bertolina May Kechele, o que gera uma numerosa demanda espontânea atrelada a uma agenda médica saturada. A sistematização do processo de acolhimento tem grande importância para a comunidade, que busca acesso em saúde, assim como para a equipe, que procura dar um melhor atendimento, apesar de suas limitações de estrutura física e equipe humana reduzida. Objetivo: Reorganizar o acolhimento da demanda espontânea na UBS Bertolina May Kechele para a promoção de uma assistência integral e resolutiva aos usuários do serviço, por meio da implantação do acolhimento baseado na classificação de risco. Pretende-se ainda, promover a inserção de atividades de promoção à saúde, prevenção de doenças e tratamento/ reabilitação. Metodologia: A primeira ação consiste em estudar o sistema de triagem de Manchester de classificação de urgências com toda a equipe, quinzenalmente nas reuniões, e adaptá-lo para a UBS em questão. Durante este processo de organização, pretende-se reservar um número pré-determinado de atendimentos para demanda espontânea por período. A classificação de risco deve ser realizada pela enfermeira da UBS. Na sequência, manteremos as reuniões quinzenais de avaliação da efetividade do sistema e de estabelecimento de metas a serem atingidas para resolver os problemas mais agravantes da unidade. Por último, pretendemos realizar atividades educativas de promoção da saúde e prevenção de doenças. Resultados esperados: Reorganização do acolhimento, atenção universal, integral e equânime aos usuários, evitar iniquidades, traçar metas e planejamento para solução dos problemas da unidade,auxiliar na prevenção de agravos e aumentar a motivação da equipe de trabalho.


  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Administração de Serviços de Saúde (N04 )
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590 )
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.122 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Saúde Ambiental (SP4 )
  • Serviços de Saúde (SP4.002 )


  • CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (L )
  • Ciência da Informação (L01 )
  • Análise de Sistemas (L01.906 )

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Economia e Organizações de Saúde (N03 )
  • Planejamento em Saúde (N03.349 )
  • Pesquisa sobre Serviços de Saúde (N03.349.380 )
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05 )
  • Atenção à Saúde (N05.300 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1 )
  • Planejamento em Saúde (SP1.006 )
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/13092
15/May/2019