FICHA TÉCNICA DO RECURSO

PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES UTILIZANDAS EM IDOSOS PELA ESF NESTOR SOARES DE VASCONCELOS
O processo do envelhecimento da população brasileira é um fenômeno que vem sendo discutido a pouco tempo. No entanto, seguindo as linhas de discussão a nível mundial e sob o incentivo da OMS-Organização Mundial da Saúde, várias estratégias globais estão em curso. Uma das linhas estratégicas é o enfrentamento intersetorial das DCNT-Doenças Crônicas não Transmissíveis. Acordos com a indústria de alimentos vem sendo firmados com a intenção de diminuir a quantidade de sal nos alimentos industrializados. E esse fator é muito importante, uma vez que o brasileiro consome mais do que o dobro da recomendação diária de consumo de sal. Na rede de atenção às doenças crônicas, estratégias brasileiras como as Academias da Saúde são importantíssimas para combater o sedentarismo, a obesidade e as dislipidemias que são clássicos fatores de risco para hipertensão arterial e diabetes. Essas doenças, por sua vez, são causas de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares(principais causas de morte no mundo inteiro). E os idosos são os grupos etários que mais são afetados por esse conjunto de problemas. As Práticas Integrativas e Complementares(PIC´S) como a acupuntura, plantas medicinais e fitoterapia fazem parte do arsenal que eu e minha equipe de saúde da família estamos utilizando num grupo de idosos. Após os excelentes resultados que obtivemos na melhoria da qualidade de vida desses idosos estamos otimistas na expectativa de ampliar esse modelo de atenção para todos os idosos da área de abrangência da Equipe de Saúde da Família Nestor Soares de Vasconcelos.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/13405
14/Jun/2019

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Assistência à Saúde (SP2.016)
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.016.122)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Serviços de Saúde (SP4.002)

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I)
  • Educação (I02)
  • Educação não Profissionalizante (I02.233)
  • Educação em Saúde (I02.233.332)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)
  • Serviços Preventivos de Saúde (N02.421.726)
  • Educação em Saúde (N02.421.726.407)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Sistema de Vigilância Sanitária (VS1)
  • Política Nacional de Vigilância Sanitária (VS1.001)
  • Política de Saúde (VS1.001.004)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Terapêutica (E02)
  • HOMEOPATIA (HP)
  • Terapêutica Homeopática (HP3)

  • DOENÇAS (C)
  • Condições Patológicas, Sinais e Sintomas (C23)
  • Processos Patológicos (C23.550)
  • Atributos de Doença (C23.550.291)
  • HOMEOPATIA (HP)
  • Homeopatia (HP1)
  • Filosofia Homeopática (HP1.007)
  • Pacientes (HP1.007.262)
  • Doença (HP1.007.262.808)
  • HOMEOPATIA (HP)
  • Clínica Homeopática (HP2)
  • Doença (HP2.029)
  • HOMEOPATIA (HP)
  • Terapêutica Homeopática (HP3)

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Terapêutica (E02)
  • Terapias Complementares (E02.190)