FICHA TÉCNICA DO RECURSO

SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO BÁSICA: INTERVENÇÃO QUE PERPASSA AS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS MATRICIAIS DE CUIDADO
O presente trabalho trata-se de um projeto de intervenção que tem por finalidade abordar a saúde mental, abrangendo um estudo sobre as concepções predominantes entre os profissionais de saúde da Atenção Básica (AB) e população adstrita, bem como as implicações de tais concepções no manejo das demandas presentes no território. Com base em diagnóstico alicerçado na prática cotidiana da equipe, o que se percebe é que há ainda uma predominância de concepções manicomiais e estereotipadas acerca do adoecimento mental, o que impossibilita, muitas vezes, o desenvolvimento de práticas preventivas. Além disso, a falta de um conhecimento amplo de saúde/doença mental abre espaço para práticas isoladas e de caráter apenas curativo, além de causar deficiências no processo de matriciamento, como as práticas de referência e contrarreferência dentro da rede psicossocial. Assim, tem-se como objetivo desenvolver práticas de atuação na Atenção Básica embasadas no matriciamento como ferramenta articuladora da rede de atenção em saúde mental, com base no conhecimento da rede e da construção de concepções não manicomiais. Para isso, desenvolveu-se um plano operativo que apresenta estratégias que vão ao encontro das demandas citadas.

  • PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA (F )
  • Fenômenos Psicológicos (F02 )
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Características da População (N01 )
  • Saúde (N01.400 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006 )
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/14770
25/Feb/2020