FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Manejo da Dengue na Atenção Primária à Saúde
A dengue é uma doença infecciosa aguda, febril, causada por um arbovírus da família Flaviviridae. Trata-se de uma arbovirose, causada pelo arbovírus dos sorotipos DEN 1, 2, 3 e 4 transmitido pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. A nova classificação do Ministério da Saúde, utilizada desde 2014, trata a dengue como uma doença única, dinâmica e sistêmica. Ou seja, a doença pode sempre evoluir para remissão dos sintomas ou pode agravar-se, exigindo constante reavaliação e observação para implementação de intervenções oportunas e prevenção de óbitos. No Brasil, até maio/2019, foram registrados 965.037 casos prováveis de dengue no país (462,9 casos/100 mil hab.). Destes, 295 foram a óbito. Dessa forma observa-se um incremento no número de casos prováveis em 2019, quando comparado ao mesmo período de 2018. Diante da preocupante situação brasileira e da alta probabilidade de agravamento da doença, é importante que os profissionais de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS) estejam preparados para identificar e fazer o correto manejo dos casos da doença com o objetivo de prevenir os óbitos por esta causa. Este curso tem como público-alvo os profissionais de saúde de nível superior que atuam na Atenção Básica e tem uma carga horária de 20 horas.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/15170
05/Jun/2020
2019


  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)