FICHA TÉCNICA DO RECURSO

PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA O CONTROLE DE LEISHMANIOSE VISCERAL E TEGUMENTAR NO MUNICIPIO DE BARRAS, PIAUÍ
As Leishmanioses Viscerais são um grande problema de saúde pública, caracterizada por febre de longa duração, perda de peso, astenia, anemia, dentre outras manifestações. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos. A Leishmaniose Tegumentar American é uma zoonose produzida por várias espécies de protozoários e transmitida por vetores, apresenta lesões cutâneas e na mucosa, a cutânea apresenta-se de forma: localizada, é a mais frequente e caracteriza-se por uma única lesão, pode surgir também com presença de várias lesões menos comum. É importante a identificação precoce dos pacientes que poderão evoluir para um quadro avançado da doença, podendo reduzir a letalidade por meio de medidas terapêuticas e profiláticas. Este projeto de intervenção pretende alcançar conhecimento mais fidedigno sobre os casos de leishmaniose no município, iniciar uma atualização no sistema de informação e realizar o envolvimento dos profissionais de saúde e da população na conscientização voltada à prevenção e ao combate da infecção. Acredita-se que será o início de um processo de implantação de ações que impactará diretamente nos índices e níveis de prevalência da infecção e contribuirá para a melhoria da qualidade de vida da população, além de manter o monitoramento da situação epidemiológica.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/15418
29/Jun/2020

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)
  • Políticas Públicas de Saúde (SP1.001)
  • Estratégias (SP1.001.007)
  • Estratégias Nacionais (SP1.001.007.023)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)
  • Saúde da Família (SP2.006.052)

  • DOENÇAS (C)
  • Infecções (C01)
  • Doenças Parasitárias (C01.610)
  • Infecções por Protozoários (C01.610.752)
  • Infecções por Euglenozoa (C01.610.752.300)
  • Leishmaniose (C01.610.752.300.500)
  • DOENÇAS (C)
  • Infecções (C01)
  • Doenças Transmitidas por Vetores (C01.920)
  • Leishmaniose (C01.920.813)

  • DOENÇAS (C)
  • Infecções (C01)
  • Doenças Parasitárias (C01.610)
  • Infecções por Protozoários (C01.610.752)
  • Infecções por Euglenozoa (C01.610.752.300)
  • Leishmaniose (C01.610.752.300.500)
  • Leishmaniose Cutânea (C01.610.752.300.500.400)
  • DOENÇAS (C)
  • Infecções (C01)
  • Doenças Parasitárias (C01.610)
  • Dermatopatias Parasitárias (C01.610.858)
  • Leishmaniose (C01.610.858.560)
  • Leishmaniose Cutânea (C01.610.858.560.400)
  • DOENÇAS (C)
  • Infecções (C01)
  • Doenças Transmitidas por Vetores (C01.920)
  • Leishmaniose (C01.920.813)
  • Leishmaniose Cutânea (C01.920.813.400)
  • DOENÇAS (C)
  • Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo (C17)
  • Dermatopatias (C17.800)
  • Dermatopatias Infecciosas (C17.800.838)
  • Dermatopatias Parasitárias (C17.800.838.775)
  • Leishmaniose (C17.800.838.775.560)
  • Leishmaniose Cutânea (C17.800.838.775.560.400)