FICHA TÉCNICA DO RECURSO

REDUZIR A INCIDÊNCIA E PREVALÊNCIA DE VERMINOSES EM CRIANÇAS NA UBS2 NO MUNICÍPIO DE MORRO CABEÇA NO TEMPO-PI
Enteroparasitoses continuam a ser um importante problema de saúde pública em muitas áreas ao redor do mundo, bem como no Brasil. A intervenção foi realizada com o objetivo de diminuir a ocorrência de parasitas intestinais em população infantil do município, Morro Cabeça no Tempo, assim como combater as parasitoses intestinais em indivíduos, construir um plano de intervenção a fim de combater as parasitoses intestinais e identificar quais dos parasitas tem maior incidência em nossa área de estudo. A Parasitose Intestinal tem uma alta prevalência em nossa unidade básica da saúde e no município. Sua importância atinge níveis mundiais. Entre os helmintos, os mais frequentes foram os ancilostomídeos. Com relação aos protozoários, destacaram-se ordem de frequência a Entamoeba coli, Entamoeba histolytica/Entamoeba díspar e Endolimax nana. Apesar de haver saneamento básico na população estudada, foi possível observar a presença de parasitoses intestinais, que está relacionada à deficiência de higienização e orientação por parte dos indivíduos. A ocorrência de bi parasitismo foi verificada em muitas crianças da comunidade. Conclui-se que a redução dos índices de parasitoses intestinais somente será alcançada com a melhoria das condições de saneamento básico e da qualidade de vida da população.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/19930
26/Nov/2020

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)