FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Modelo assistencial em saúde: afinal, do que estamos falando quando falamos de modelo?
Apresenta uma discussão filosófica em torno da ideia de modelos como referência de aprendizado, passando pelos exemplos de modelos de Platão e Aristóteles, levando a uma reflexão sobre a utilização desses no cotidiano, tanto individual como coletivo. Faz uma abordagem a respeito da utilização dos modelos na área da saúde, de forma a compreender que podem existir várias formas de modelos, e que na área de saúde coletiva é muito utilizado para fazer análise de sistemas de saúde existentes ou que já existiram em diferentes países por meio de variáveis ou categorias de análise. Por meio da literatura traz a conceituação de paradigma científico, e os múltiplos usos do termo.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/2992
01/Feb/2016
2010


  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)
  • Políticas Públicas de Saúde (SP1.001)
  • Sistemas de Saúde (SP1.001.012)
  • Sistemas Nacionais de Saúde (SP1.001.012.010)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Direito Sanitário (SP9)
  • Seguridade Social (SP9.160)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • CIÊNCIA E SAÚDE (SH)
  • Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde (SH1)
  • Recursos para a Pesquisa (SH1.030)
  • Infraestrutura (SH1.030.010)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Direito Sanitário (SP9)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Vigilância Sanitária de Serviços de Saúde (VS3)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)
  • Políticas Públicas de Saúde (SP1.001)