FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Matriciamento de pediatria e ações intersetoriais em saúde da criança
O objeto menciona um estudo realizado nos Estados Unidos, em que observou similaridades na abordagem da puericultura prestada pelos 10 países com a menor taxa de mortalidade infantil, na grande maioria destes, a puericultura é dividida entre médicos e enfermeiros, ou prestada exclusivamente por enfermeiros “materno-infantis”. Segue o modelo de matriciamento onde pediatras trabalham apoiando as equipes de saúde de família, principalmente em condições pediátricas crônicas específicas, trabalhando de forma coordenada com enfermeiros e médicos e se co-responsabilizando pela atenção integral à saúde da criança. Discorre ainda sobre ações educativas e intersetoriais e da necessidade de parcerias indispensáveis para a efetivação das mesmas, e termina com algumas propostas de reflexão sobre o assunto. Unidade 2 do módulo 5 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.
http://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/311
27/Sep/2012
2011

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I)
  • Ciências Sociais (I01)
  • Sociologia (I01.880)
  • Seguridade Social (I01.880.787)
  • Bem-Estar da Criança (I01.880.787.293)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)

  • PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA (F)
  • Comportamento e Mecanismos Comportamentais (F01)
  • Desenvolvimento Humano (F01.525)
  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G)
  • Fenômenos Fisiológicos (G07)
  • Crescimento e Desenvolvimento (G07.345)
  • Desenvolvimento Humano (G07.345.374)