FICHA TÉCNICA DO RECURSO

OBESIDADE, NO CAMINHO DE UM NOVO ESTILO DE VIDA NA PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS E SUAS COMPLICAÇÕES, NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE PARQUE DO LAGO II
A obesidade é definida como armazenamento de gordura no organismo, associada à riscos para a saúde como o aumento da prevalência de doenças crônicas. Atualmente pessoas obesas ou com sobrepeso, representa quase 30% da população mundial. Na cidade de Dourados foi realizada uma pesquisa no Hemocentro sobre os doadores, constatou-se que 68% estavam acima do peso, 40% com sobrepeso, 26,5% seriam obesos e 1,4% obesos mórbidos. O objetivo foi desenvolver um programa como novo modelo na Promoção e Prevenção para provocar Mudanças no Estilo de Vida e Combater à Obesidade na população da Unidade de Saúde Parque do lago II; Criar estratégias que colaborem com o desenvolvimento do Hábito da Alimentação Saudável; Elaborar atividades para conscientizar a população sobre a importância da prática de atividades físicas e melhorar o acompanhamento dos pacientes. Para modificar o problema identificado pela equipe, foi observada a necessidade da criação de um grupo de obesidade conformado por 20 pacientes que estavam com sobrepeso e obesos com descontrole da doença de base com o objetivo de facilitar a promoção da alimentação adequada e saudável, além do exercício físico para prevenção e acompanhamento do peso em pacientes com doenças crônicas não transmissíveis. Fizeram parte do programa vários profissionais como: médicos, enfermeiras, auxiliares de enfermagem, equipe do NASF e agentes de saúde. As atividades realizadas foram exercícios físicos, ações de orientação nutricional e alimentar, avaliação antropométrica e metabólica com exames laboratoriais, consultas especializadas, comemoração de dias temáticos e palestras educativas. Fomos ambiciosos ao interatuar com esse grupo e tentar mudar a percepção sobre a obesidade, pois a intenção é lutar contra a mídia e a idiossincrasia da população. Iniciativas como estas são favoráveis para a mudança no estilo de vida e isso só será possível a partir da disseminação de informações e na tentativa de inovar e melhorar o estilo de vida dos pacientes. Através deste trabalho conseguimos passar a importância de uma vida saudável e como é possível com pouco tempo exercitar-se e comer alimentos mais saudáveis e espera-se que estes pacientes que estiveram nas atividades possam estar disseminando estas informações e assim ajudando os demais.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/3359
25/Jun/2016

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Nutricionais e Metabólicas (C18)
  • Transtornos Nutricionais (C18.654)
  • Hipernutrição (C18.654.726)
  • DOENÇAS (C)
  • Condições Patológicas, Sinais e Sintomas (C23)
  • Sinais e Sintomas (C23.888)
  • Peso Corporal (C23.888.144)
  • Sobrepeso (C23.888.144.699)
  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Diagnóstico (E01)
  • Técnicas e Procedimentos Diagnósticos (E01.370)
  • Exame Físico (E01.370.600)
  • Constituição Corporal (E01.370.600.115)
  • Pesos e Medidas Corporais (E01.370.600.115.100)
  • Tamanho Corporal (E01.370.600.115.100.160)
  • Peso Corporal (E01.370.600.115.100.160.120)
  • Sobrepeso (E01.370.600.115.100.160.120.699)
  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G)
  • Fenômenos Fisiológicos (G07)
  • Constituição Corporal (G07.100)
  • Pesos e Medidas Corporais (G07.100.100)
  • Tamanho Corporal (G07.100.100.160)
  • Peso Corporal (G07.100.100.160.120)
  • Sobrepeso (G07.100.100.160.120.699)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Ciências da Nutrição (SP6)
  • Transtornos Nutricionais (SP6.016)