FICHA TÉCNICA DO RECURSO

A importância do aleitamento materno: orientações para evitar o desmame precoce
Sabe-se que a amamentação traz inúmeras vantagens à saúde tanto da criança quanto da lactante no campo nutricional, imunológico, biológico, cognitivo e econômico. Contudo estas vantagens são potencializadas quando a amamentação é praticada exclusivamente até os seis meses de vida da criança, e complementada até os dois anos de idade. Para o sucesso da amamentação além dos fatores históricos, sociais, culturais e psicológicos da puérpera, há também o comprometimento dos profissionais de saúde envolvidos na promoção, incentivo e apoio ao aleitamento, pois são eles os responsáveis diretos pela orientação das gestantes e lactantes sobre a prática de aleitamento materno e consequente redução dos casos de desmame precoce. O presente projeto de intervenção tem como objetivo propor a elaboração de um plano de ação para apoiar e incentivar o aleitamento materno exclusivo. A proposta surgiu a partir da percepção de um grande número de gestantes multíparas e lactantes atendidas pela Estratégia Saúde da Família Atalaia, município de Governador Valadares, relatando a introdução de alimentos complementares prematuramente à dieta do recém nascido e de retirada do leite materno antes dos 6 meses de vida. Diante de tal fato identificou-se como urgente a proposição de ações e estratégias que pudessem garantir a oferta permanente de atividades de orientação sobre a temática amamentação para as gestantes e nutrizes atendidas na unidade, fortalecendo a adesão ao aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida da criança. Para fundamentação do trabalho foi realizado uma pesquisa bibliográfica na base de dados do Google Acadêmico, SCIELO, CAPES e Biblioteca virtual do NESCON, utilizando os seguintes descritores: amamentação, desmame precoce, nutrição do recém-nascido, promoção do aleitamento materno. Utilizou-se também o método do Planejamento Estratégico em Saúde e o método da Estimativa Rápida para a organização e levantamento de dados e informações sobre a população adstrita à área de abrangência da equipe da Estratégia Saúde da Família Atalaia. Estes instrumentos auxiliaram na construção do diagnóstico situacional e na seleção do problema finalístico, servindo, portanto, como base para o desenvolvimento e elaboração da proposição do presente plano de intervenção. Espera-se que este trabalho possa incentivar de maneira geral a reflexão crítica dos profissionais de saúde da Estratégia Saúde da Família acerca de seu importante papel no incentivo e apoio ao aleitamento materno, bem como fornecer subsídios para que as equipes de saúde avaliem e intervenham de forma efetiva nas causas que levam ao desmame precoce.

  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G )
  • Fenômenos Fisiológicos (G07 )
  • Alimentos, Dieta e Nutrição (G07.203 )
  • Fenômenos Fisiológicos da Nutrição (G07.203.650 )
  • Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Infantil (G07.203.650.220 )
  • Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente (G07.203.650.220.500 )
  • FENÔMENOS E PROCESSOS (G )
  • Fenômenos Fisiológicos (G07 )
  • Alimentos, Dieta e Nutrição (G07.203 )
  • Fenômenos Fisiológicos da Nutrição (G07.203.650 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Ciências da Nutrição (SP6 )
  • Nutrição de Grupos de Risco (SP6.021 )
  • Nutrição do Lactente (SP6.021.057 )
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/6051
10/Oct/2016