FICHA TÉCNICA DO RECURSO

ACIDENTES OCUPACIONAIS COM MATERIAL BIOLÓGICO NA ESF AEROPORTO – UMA ABORDAGEM PREVENTIVA
O acidente de trabalho é a ocorrência geralmente não planejada resultando em dano à saúde ou a integridade física de trabalhadores. É sabido que diversos fatores influenciam a ocorrência dos acidentes com material biológico, tais como a indisponibilidade/inadequação dos equipamentos de proteção individual (EPI), sobrecarga do trabalho, falta de capacitação quanto ao uso correto das medidas de biossegurança existentes a serem realizadas, bem como do próprio sentimento de invulnerabilidade e do hábito errado por parte de alguns trabalhadores. Os ferimentos em acidentes com material biológico são considerados extremamente perigosos por serem potencialmente capazes de transmitir patógenos diversos, sendo o vírus da imunodeficiência humana (HIV), o da hepatite B e o da hepatite C, os agentes infecciosos mais comumente envolvidos. Vale mencionar ainda que a consequência da exposição ocupacional ao risco biológico não é relacionado somente à infecção, pois muitos desses trabalhadores sofrem com o trauma psicológico durante o período em que esperam os resultados dos exames sorológicos. Nesse sentido, o presento projeto visa construir estratégias de prevenção e controle dos acidentes de trabalho com material biológico no decorrer das atividades laborais da ESF Aeroporto. Nesse contexto, o projeto promoveu a atualização da ESF Aeroporto com relação ao tema e proporcionou a elaboração de um fluxograma de direcionamento em caso de acidente com material biológico, bem como procedimento operacional padrão que defini orientações e precauções que devem ser seguidas na eventualidade de um profissional de acidentar, além do mais copilou informações relevantes de prevenção através de folders e palestras de abordagem preventiva. Em suma, evidenciou-se através dos dados observados nesse projeto que o enfoque ao tema é crucial dentro das práticas do serviço de saúde, uma vez que, ainda ocorrem registros de acidentes com material biológico no município e os profissionais entrevistados demonstraram fragilidades e dúvidas inerentes ao assunto.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/6144
20/Oct/2016
  • Educação em Saúde
  • Saúde do Trabalhador
  • Riscos Ocupacionais