FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Programa de intervenção de combate ao tabagismo
O tabagismo é uma doença relacionada à dependência química e psicológica da nicotina e se apresenta amplamente distribuída no contexto mundial. Estima-se que essa doença afeta cerca de 1 bilhão e 200 milhões de pessoas ao todo e que cerca de 6 milhões morrem todos os anos. Dados indicam ainda que aproximadamente metade dos fumantes crônicos morre de doenças relacionadas ao tabagismo. Iniciar uma política antitabagista é um passo importante para um aumento de longevidade de uma população, sendo, portanto um grande fator em promoção de saúde. Essa política deve constituir a base de todo sistema de saúde e deve ser uma das composições promocionais de todo município. Durante um período de trabalho no PSF de Moema/MG em 2013, viu-se que a cidade não possui um trabalho efetivo com esse grupo. Esse trabalho foi realizado com o objetivo de introduzir uma prática intensiva, a partir da ação de um grupo multidisciplinar, para desestimular o tabagismo: o Grupo Multiprofissional de Atenção ao Tabagista ao Tabagista. Esse grupo foi formado por uma equipe integrada por diversos profissionais da equipe do PSF e por fumantes da cidade. O objetivo desse projeto é estimular e conduzir a cessação do fumo entre os integrantes e diminuir o número de recaídas. A metodologia deste estudo foi o treinamento dos profissionais tendo como referencial o documento do INCA, 2001: Abordagem e Tratamento do Fumante. As atividades realizadas com os tabagistas foi condizente com as metodologias mais atualizadas. Como resultado observa-se que o projeto continua em desenvolvimento. O Grupo Multiprofissional de Apoio ao Tabagista mantém reuniões temáticas semanais e os seus pacientes são mantidos em observação pela equipe profissional, em que se verifica as evoluções psicológicas de todos e clínicas daqueles que estão em abstinência.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/7680
31/Jan/2017