FICHA TÉCNICA DO RECURSO

O que muda com o envelhecimento: questões da prática assistencial para médicos
A população idosa requer uma atenção especial, acompanhada de estratégias para a melhoria de sua qualidade de vida, com medidas promocionais de proteção específica. É importante que haja identificação precoce de seus agravos mais frequentes para sua intervenção. O idoso está suscetível a algumas situações de risco tanto em seu domicílio como fora dele. E dentro desses riscos destacam-se, neste material, as quedas, pois elas podem ter consequências graves; a depressão, que pode acarretar tanto a negligência no autocuidado como um suicídio; e o tabagismo, responsável pelas principais causas de mortes evitáveis no Brasil, e exemplo do infarto do miocárdio, doenças cerebrovasculares e câncer
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/7838
08/Feb/2017


  • DISCIPLINAS E OCUPAÇÕES (H)
  • Ocupações em Saúde (H02)
  • Medicina (H02.403)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Serviços de Saúde (SP2.031)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Acidentes (N06.850.135)

  • PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA (F)
  • Comportamento e Mecanismos Comportamentais (F01)
  • Comportamento (F01.145)
  • Sintomas Comportamentais (F01.145.126)