FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Crescimento e desenvolvimento de crianças: questões da prática assistencial para dentistas
O recurso mostra que a assistência e o cuidado com a saúde bucal começa desde a fase intrauterina. Assim, a equipe odontopediátrica é instruída a informar às futuras mães sobre esses cuidados a fim de evitar hábitos prejudiciais. Deve informar, também, que o crescimento muscular e ósseo da face do bebê está diretamente relacionado ao posicionamento para a amamentação. À medida que a criança cresce, os riscos à saúde aumentam e, portanto, os cuidados também devem ser outros, como o asseio bucal que precisa ser mais frequente. É comum os bebês desenvolverem hábitos de sucção não nutritiva no primeiro ano de vida, como a sucção de chupeta e de dedo. Os referidos hábitos, porém, podem interferir no desenvolvimento facial da criança, podendo levar a alterações bucais. Nestas situações, recomenda-se o uso da chupeta de forma racional, que não deve ser entendida como apoio emocional. Em suma, este material aborda a importante atuação da equipe de saúde bucal nas crianças de 0 a 3 anos, incluindo instruções às mães antes mesmo do parto
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/7870
09/Feb/2017

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Odontologia (E06)
  • Assistência Odontológica (E06.170)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)
  • Serviços de Saúde Bucal (N02.421.240)
  • Assistência Odontológica (N02.421.240.190)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA (F)
  • Comportamento e Mecanismos Comportamentais (F01)
  • Comportamento (F01.145)
  • Hábitos (F01.145.466)