FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Principais indicadores de morbimortabilidade em saúde do adulto
Este objeto inicia lembrando que os objetivos de um sistema de serviços de saúde devem estar orientados para melhorar a saúde da população em geral e para minimizar as disparidades entre subgrupos. Ressalta que a Política Nacional da Atenção Básica estabelece como áreas estratégicas a eliminação da hanseníase e o controle da tuberculose, da hipertensão arterial e do diabetes mellitus, entre outras. Convida para refletir acerca de indicadores que possibilitam acompanhar as ações de atenção à saúde do adulto. Enfatiza que são os registros das primeiras consultas e dos acompanhamentos dos casos detectados que vão municiar os gestores de informações suficientes para o estabelecimento de políticas públicas. Faz uma apresentação sobre a importância do acompanhamento da hipertensão arterial e do diabetes mellitus, abordando o autocuidado. Termina salientando que a aceitação da doença é um passo necessário para que o paciente se motive na adoção de novos hábitos e que é importante prescrever tratamento medicamentoso que seja disponibilizado na UBS, recomendando que em toda consulta o paciente seja questionado sobre a regularidade do uso da medicação e sobre possíveis efeitos colaterais. Unidade 1 do módulo 7 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/804
17/Oct/2013
2011

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)
  • Política de Saúde (SP1.001)
  • Sistemas de Saúde (SP1.001.012)
  • Sistemas Nacionais de Saúde (SP1.001.012.010)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Direito Sanitário (SP9)
  • Seguridade Social (SP9.160)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Técnicas de Pesquisa (E05)
  • Métodos Epidemiológicos (E05.318)
  • Coleta de Dados (E05.318.308)
  • Estatísticas Vitais (E05.318.308.985)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Demografia (N01.224)
  • Estatísticas Vitais (N01.224.935)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Medidas em Epidemiologia (N06.850.505)
  • Demografia (N06.850.505.400)
  • Estatísticas Vitais (N06.850.505.400.975)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Métodos Epidemiológicos (N06.850.520)
  • Coleta de Dados (N06.850.520.308)
  • Estatísticas Vitais (N06.850.520.308.985)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Estudos Populacionais em Saúde Pública (SP3)
  • Estatísticas Vitais (SP3.076)
  • Taxas, Razões e Proporções (SP3.076.187)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Saúde do Trabalhador (SP4.046)
  • Medicina do Trabalho (SP4.046.452)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Ciências Sociais (SP4.127)
  • Demografia (SP4.127.413)
  • Estatística como Assunto (SP4.127.413.629)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Epidemiologia e Bioestatística (SP5)
  • Epidemiologia (SP5.001)
  • Processo Saúde-Doença (SP5.001.002)
  • Prognóstico (SP5.001.002.028)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Epidemiologia e Bioestatística (SP5)
  • Bioestatística (SP5.006)
  • Dados Demográficos (SP5.006.052)
  • Estatísticas Vitais (SP5.006.052.168)