FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Manejo da hipertensão arterial sistêmica
O objeto inicia destacando que a Hipertensão Arterial Sistêmica é uma das enfermidades mais comuns no dia a dia do médico de saúde da família e comunidade (MFC). Indica para leitura o livro do Duncan de Medicina Ambulatorial e o caderno de Atenção Básica nº 15. Detalha a importância do PROGRAB, instrumento útil para o planejamento das ações na atenção primária e explica que, ao manipular a ferramenta, é possível perceber como diferenciar os pacientes com estágio I de hipertensão dos com estágios II e III. Apresenta informações-chaves sobre hipertensão, que devem ser norteadoras da assistência aos hipertensos de sua área de abrangência. Finaliza lembrando que é importante planejar um prazo para a execução de cada uma das etapas abordadas, para que a equipe não se perca no desenvolvimento das ações. Unidade 5 do módulo 7 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Características da População (N01 )
  • Saúde (N01.400 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006 )

  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1 )
  • Política de Saúde (SP1.001 )
  • Sistemas de Saúde (SP1.001.012 )
  • Sistemas Nacionais de Saúde (SP1.001.012.010 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Direito Sanitário (SP9 )
  • Seguridade Social (SP9.160 )

  • DOENÇAS (C )
  • Doenças Cardiovasculares (C14 )
  • Doenças Vasculares (C14.907 )

  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006 )
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/815
04/Nov/2013