FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Plano de intervenção para aumentar os níveis de controle da hipertensão arterial dos pacientes assistidos pelo ESF Vanguardia II em Rubelita-MG
O aumento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no perfil de morbimortalidade da população é marcante, constituindo-se em problemas de saúde pública, pois são responsáveis por 59% das mortes conhecidas em nível mundial. Dentre esse grupo de doenças, estão as cardiovasculares (DCV), o diabetes mellitus, hipertensão arterial e algumas neoplasias. Na cidade de Rubelita em Minas Gerais, o ESF Vanguardia II, que apresenta uma população de 2853 pessoas, das quais grande parte são hipertensas. Sabendo que a HAS é uma patologia que apresenta fator de risco para várias outras de gravidades variadas, e tendo por objetivo principal a melhora dos níveis de controle da hipertensão arterial nos pacientes assistidos nessa unidade, este trabalho consiste em um projeto de intervenção através de ações simples e eficaz que visam modificar os nós críticos presentes. Pode-se concluir que os objetivos têm sido alcançados com ações como aumento do número de consultas para hipertensos, conscientização do hipertenso de sua real situação, mobilização da população alvo á prática conjunta de exercícios, reuniões esclarecedoras mensais, entre outras ações. Espera-se que os resultados colhidos mostrem que, apesar do pouco tempo de aplicação, conseguir-se-á colher frutos positivos, inclusive com redução do risco cardiovascular de alguns pacientes.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8168
07/Apr/2017
  • Hipertensão
  • Atenção Primária à Saúde
  • Adesão à Medicação