FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Adesão ao tratamento de pacientes com hipertensão arterial: uma proposta de intervenção no Programa Saúde da Família Cerejeiras
A Hipertensão Arterial Sistêmica é a mais frequente das doenças cardiovasculares. É também o principal fator de risco para as complicações mais comuns como acidente vascular cerebral e infarto agudo do miocárdio, além da doença renal crônica terminal. No Brasil existe uma prevalência de Hipertensão Arterial Sistêmica acima de 30%. Nas últimas décadas as doenças cardiovasculares aparecem em primeiro lugar entre as causas de morte no Brasil e no mundo. A maior parte dessas doenças resulta de um estilo de vida inadequado e de outros fatores de risco que podem ser modificados. A adesão ao tratamento medicamentoso e não medicamentoso da hipertensão é motivo de preocupação para os profissionais que atuam na atenção básica, devido a seu baixo índice, comprometendo o sucesso no controle da pressão arterial, possibilitando o aparecimento de lesões em órgãos alvos e comprometimento da capacidade funcional dos pacientes, ao mesmo tempo proporcionando na equipe de saúde sentimento de frustração e aumento da demanda nos serviços. Este trabalho tem como objetivo realizar uma proposta de intervenção visando aumentar a adesão ao tratamento da hipertensão, no Programa Saúde da Família Cerejeiras do município Ribeirão das Neves, Minas Gerais. Para a construção desta proposta realizou-se um levantamento bibliográfico sobre o tema junto às bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde. Espera-se que com a implantação das ações do projeto de intervenção possamos melhorar a qualidade de vida dos portadores de hipertensão arterial residentes no território da nossa unidade
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8705
07/Apr/2017
  • Hipertensão
  • Adesão à Medicação
  • Saúde da Família