FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Projeto de intervenção para minimizar o impacto da alta prevalência da hipertensão arterial na área de abrangência da equipe Padre Geraldo Correa da Silva Loureiro
A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial - PA (PA =140 x 90mmHg). Associa-se, frequentemente, às alterações funcionais e/ou estruturais dos órgãos-alvo (coração, encéfalo, rins e vasos sanguíneos) e às alterações metabólicas, com aumento do risco de eventos cardiovasculares fatais e não fatais, é a doença crônica não transmissível com mais morbilidade no mundo e nó brasil, sendo assim sempre fica no topo dos problemas graves da saúde pública e, cuja abordagem é de responsabilidade de todos os níveis de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS). No município de Cruzeiro da Fortaleza , a Hipertensão arterial é um problema desafiador para a atenção primária de saúde, devido a uma prevalência alta em relação à média dos municípios da região e também porque um controle inadequado dos níveis pressóricos causa, direta ou indiretamente, danos à saúde do indivíduo, agravando comorbidades preexistentes: além de ser causa direta de cardiopatia hipertensiva, é fator de risco para doenças decorrentes de aterosclerose e trombose, que se manifestam, predominantemente, por doença isquêmica cardíaca, cerebrovascular, vascular periférica e renal. Desse modo, o presente estudo teve como objetivo elaborar um projeto de intervenção que contribuísse para o controle adequado da pressão arterial no município de Cruzeiro da Fortaleza/MG. Para isso, adotou-se como metodologia a revisão de literatura sobre o tema Hipertensão Arterial, a fim de identificar estudos que apontassem ações, no atendimento da atenção primária, que pudessem contribuir para esse fim. Sendo assim, o caminho estratégico mais satisfatório para atenuar o impacto da alta prevalência da HAS ainda se debruça nas ações multidisciplinares e intersetoriais de prevenção e promoção da saúde, nos níveis individual, familiar e coletivo
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8851
30/May/2017

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Cardiovasculares (C14)
  • Doenças Vasculares (C14.907)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Assistência à Saúde (SP2.016)
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.016.122)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Serviços de Saúde (SP4.002)

  • CARACTERÍSTICAS DE PUBLICAÇÕES (V)
  • Características do Estudo (V03)
  • Estudo Clínico (V03.175)