FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Baixa adesão ao exame de papanicolau em Pedrinópolis: uma proposta de intervenção
O câncer de colo de útero apresenta alta prevalência entre a população feminina no Brasil. Entre as formas de detecção dessa doença destaca-se a realização do exame de Papanicolau. Contudo, apesar da relevância do exame para identificação precoce dos casos de câncer de colo de útero, no município de Pedrinópolis-MG, tem-se observado um decréscimo na adesão das mulheres entre 25 e 64 anos para realização do exame. Dessa forma, o presente trabalho objetivou elaborar uma proposta de intervenção para aumentar o percentual de cobertura de exames de Papanicolau em mulheres de 25 a 64 anos, na área de abrangência de uma Equipe de Saúde da Família (ESF) do referido município.Para elaboração da proposta de intervenção foram executadas três etapas: diagnóstico situacional, revisão da literatura científica e elaboração do plano de ação. Foram identificados como nós críticos do problema o baixo nível de informação das mulheres sobre o exame de Papanicolau; a ausência de atividades educativas sobre essa temática; a falta de flexibilidade para realização do exame e a falta de conhecimento das mulheres sobre os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de colo de útero. Com base nos nós críticos foram propostas as seguintes operações: Saber mais; Atendendo Melhor; Mais Saúde. Espera-se que esta proposta de intervenção possa favorecer a ampliação da adesão de mulheres de 25 a 64 anos ao exame de Papanicolau, a partir de ações de educação em saúde e flexibilidade no horário para atendimento
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8902
06/Jun/2017
  • Neoplasias do Colo do Útero
  • Esfregaço Vaginal
  • Estratégia Saúde da Família