Página de busca





Adicionar novo filtro:

967 RESULTADOS (21 a 30)
  • Döhms, Marcela
    27/Sep/2012
    Este objeto começa alertando sobre o número de episódios de infecção respiratória aguda em crianças residentes em zona rural e urbana. Segue mostrando um quadro com os oito principais problemas infecciosos respiratórios agudos mais comuns e como efetuar a avaliação destes problemas. Enfatiza ainda sobre o retorno ou a procura ao atendimento de u...
  • Döhms, Marcela
    27/Sep/2012
    O objeto abre informando que o exame dos olhos deve ser realizado em toda consulta de puericultura, a partir do período neonatal. Mostra algumas questões devem ser analisadas sobre a história ocular no momento do exame de olhos. Apresenta um quadro onde caracteriza as diferenças nos procedimentos para duas faixas etárias: do nascimento até os 3 ...
  • Carcereri, Daniela Lemos
    01/Oct/2012
    O objeto inicia indagando sobre as dificuldades do estabelecimento de um fluxo de encaminhamento de pacientes para a atenção secundária ou terciária e seu retorno, o que se faz necessário para que o sistema de encaminhamentos funcione e a qual a contribuição dos profissionais da saúde para isso. Lembra que a saúde bucal na ESF extrapola o limite...
  • Döhms, Marcela
    27/Sep/2012
    O objeto alerta aos profissionais de saúde sobre os dez problemas agudos mais comuns encontrados nos recém-nascidos e lactentes, e que precisam ser conhecidos. Mostra um quadro com explicações de cada um deles, a saber: obstrução nasal, conjuntivite química neonatal, refluxo gastroesofágico, cólicas do recém-nascido, granuloma umbilical, hérnia ...
  • Carcereri, Daniela Lemos
    01/Oct/2012
    Este objeto começa indicando que, por ser tudo novidade, toda criança acaba ficando apreensiva na clínica odontológica, e por isso é preciso que o profissional desempenhe com cuidado o preparo psicológico da criança, além de mobilizar-se junto à equipe para evitar que a procura por consulta odontológica só ocorra por necessidade de intervenção. ...
  • Döhms, Marcela
    27/Sep/2012
    O objeto mostra a febre como uma intercorrência, embora representativa de uma série de alterações correlacionadas ao processo de adoecimento. Segue tecendo comentários sobre como ela é habitualmente a principal queixa que traz muitas das famílias às unidades de saúde, e lembra que o controle da temperatura é feito pelo hipotálamo a partir dos c...
  • Carcereri, Daniela Lemos
    01/Oct/2012
    O objeto coloca a importância do trabalho com grupos nas ações de saúde coletiva na ESF, justamente por possibilitar o diálogo, a troca de experiências e a construção de conhecimentos, inclusive sendo fundamental por desenvolver ações dirigidas a pais, cuidadores e familiares da criança, porém, mostra que a dificuldade é envolver a família nesse...
  • Carcereri, Daniela Lemos
    01/Oct/2012
    Este objeto começa introduzindo o conceito de que o trabalho integrado entre a equipe de saúde bucal e os agentes comunitários de saúde amplia a possibilidade do acesso das pessoas às ações de saúde bucal, pois tal parceria envolve o núcleo familiar com ações dirigidas aos problemas de saúde. Considera ainda que as ações de saúde bucal da crianç...
  • Souza, Ana Izabel Jatobá de
    14/Jun/2012
    Este módulo apresenta ao especializando uma visão das atividades interdisciplinares envolvendo pactos, políticas e programas de saúde para a infância no Brasil e no mundo; a equipe de Saúde da Família e o planejamento de ações voltadas à Saúde da Criança, à criança, ao meio ambiente, à família e uma visão prática das atividades clínicas individu...
  • Carcereri, Daniela Lemos
    01/Oct/2012
    O objeto começa mencionando o Programa Brasil Sorridente, que foi originado pela priorização da Saúde Bucal na atual gestão do Ministério da Saúde. Comenta sobre a ampliação do acesso aos serviços de Atenção Básica em Saúde Bucal e de Atenção Especializada, especialmente através da implantação dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), b...