FICHA TÉCNICA DO RECURSO

A Melhoria da Atenção a Saúde da Criança de o a 72 Meses na UBS Leonidas Melo - São Miguel do Tapuio/PI
CÉSPEDES, Y. Z. L. A Melhoria da Atenção à Saúde da Criança de 0 a 72 meses na UBS Leônidas Melo – São Miguel do Tapuio/PI. 88 f. Trabalho Acadêmico (Especialização) – Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2015. A puericultura é responsável por acompanhar integralmente o crescimento e desenvolvimento da criança, sendo assim, a vontade de melhorar o atendimento à saúde da criança na Atenção Primária a Saúde, motivaram a implantação do projeto de intervenção pela equipe da Unidade Básica de Saúde (UBS) Leônidas Melo, no município de São Miguel do Tapuio (PI). Para isso foi reorganizado o processo de trabalho no atendimento as crianças de zero a 72 meses, pertencentes a UBS. Dessa forma, passarem a realizar uma consulta de puericultura de maneira integral, estabelecendo um protocolo de atendimento que comtemplasse atividades de organização e gestão do serviço, monitoramento e avaliação, engajamento público e qualificação da pratica clínica. A intervenção propiciou uma ampliação para 185 (58,2%) crianças de zero a 72 meses cadastradas na UBS. Os resultados apontaram para uma melhor organização do serviço, com ações interdisciplinares articuladas de promoção e prevenção da saúde infantil, destacando se aquelas que forem atingidas na totalidade (100%):manter o registro atualizado da ficha espelho de saúde da criança /vacinação das crianças que consultam o serviço, fazer busca ativa das crianças faltosas a consulta, realizar suplementação de ferro das crianças de 6 a 24 meses, avaliação de atendimento odontológico das crianças entre 6 e 72 meses , oferecer orientações sobre higiene bucal de acordo com a faixa etária, garantir as orientações para a prevenção de acidentes na infância , brindar orientações nutricionais de acordo com a faixa etária ,monitoramento do crescimento e desenvolvimento ,realizar a avaliação de risco .Foi necessária a capacitação teórica e prática dos membros da equipe, que se mostrarem mais comprometidos com o atendimento a criança . A intervenção facilitou o envolvimento da comunidade com a equipe de saúde para de promoção à saúde e diminuição do risco de morbimortalidade das crianças. Qualificar vários segmentos da Estratégia de Saúde da Família, baseando-se nos conceitos e práticas adquiridos com a especialização de saúde da família é o foco para os próximos momentos de trabalho. Palavras chave: saúde da família; atenção primária à saúde; saúde da criança; puericultura.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/19175
21/Oct/2020

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Assistência à Saúde (SP2.016)
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.016.122)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Serviços de Saúde (SP4.002)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)
Puericultura

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)