FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Eventos agudos em situações crônicas de saúde: crise hipertensiva
Nesta unidade trataremos do estudo de uma entidade clínica que é responsável por 25% dos atendimentos a urgências médicas e que, portanto, é de suma importância para o profissional que trabalha em ambiente de Atenção Básica à Saúde (ABS): a hipertensão severa aguda. Além de muito prevalente, ela é responsável, por exemplo, pelos casos de emergência hipertensiva, que podem levar a óbito quando o diagnóstico e o manejo não são corretamente realizados. Essa entidade clínica pode se apresentar de diversas formas, dentre elas, a já citada emergência hipertensiva e a pseudocrise hipertensiva, sendo que seus prognósticos são completamente distintos um do outro. Portanto, com base nessas informações, é possível perceber a importância do correto manejo destes casos por parte da Atenção Básica a fim de evitar erros diagnósticos, medidas terapêuticas desnecessárias, óbitos e gastos indevidos ao sistema de saúde. Esperamos que você utilize esta unidade como forma de aprimorar seu conhecimento a respeito do assunto, aprofundando-o com leituras subsequentes nas áreas em que encontrar dúvidas ou dificuldades. Desejamos que este material ajude a guiar suas condutas para um melhor e mais eficiente atendimento em saúde.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/13965
04/Dec/2019
2014
  • Hipertensão