FICHA TÉCNICA DO RECURSO

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA LEISHMANIOSE VISCERAL NO MUNICÍPIO DE BARÃO DE GRAJAÚ – MA
A leishmaniose é uma doença causada por parasitos intracelulares do gênero Leishmania, transmitida para humanos ou animais por insetos hematófagos contaminados. A doença possui dois tipos, sendo elas, a visceral e a tegumentar. A leishmaniose visceral humana é uma doença crônica e grave, que possui altas taxas de mortalidade, sendo comumente relatada na região nordeste do Brasil. Atualmente, possui diagnóstico por meio de vários métodos, sendo considerado padrão ouro o exame parasitológico. O tratamento baseia-se na utilização do fármaco N-metil glucamina-Glucantime®, no entanto em alguns casos o uso da Anfotericina B lipossomal é recomendado. Este trabalho justifica-se pelo número considerado de notificações da doença, com 14 casos entre os anos de 2015 a 2018 na cidade de Barão do Grajaú no estado do Maranhão. Com isso, o plano de ação tem como objetivo demonstrar o perfil epidemiológico do município e esclarecer sobre a doença, por meio de palestras a gestores públicos, população e aos funcionários das Unidades de Saúde, sendo de suma importância a capacitação dos profissionais para conseguir diagnosticar precocemente a doença, além da colaboração dos demais para reduzir a incidência e transmissão, através de medidas de controle e prevenção.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/14657
12/Jan/2020
  • Leishmaniose Visceral