FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Projeto de intervenção na área da saúde para a conscientização da população de Caparaó, Minas Gerais, em relação ao tabagismo e a cessação do uso
O presente trabalho visa elaborar um projeto de intervenção na área da saúde para a conscientização da população de Caparaó, Minas Gerais, em relação ao tabagismo e a cessação do uso. O tabaco é uma planta cujo nome científico é Nicotiana tabacum, da qual é extraída uma substância chamada nicotina. Começou a ser utilizada aproximadamente no ano 1000 a.C., nas sociedades indígenas da América Central, em rituais mágico-religiosos, com o objetivo de purificar, contemplar, proteger e fortalecer os ímpetos guerreiros. Esses povos acreditavam que essa substância tinha o poder de predizer o futuro. A planta chegou ao Brasil provavelmente pela migração de tribos tupis-guaranis. A partir do século XVI, seu uso foi introduzido na Europa, por Jean Nicot, diplomata francês vindo de Portugal, após ter-lhe cicatrizado uma úlcera na perna, até então incurável (DENARC, 2019). Dados evidenciam que a morbidade e a mortalidade onde o tabaco está relacionado tenderá a aumentar significativamente nas próximas décadas, pela maior prevalência do hábito e pelas políticas mais agressivas das empresas do tabaco. Esta projeção impõe a implementação urgente de efetiva política antitabagista (ROSEMBERG, 2004). Ressalta-se a insuficiência de esclarecimento dos tabagistas em relação às doenças associadas ao tabaco e informação em relação ao controle do Tabagismo bem como a conscientização e cessação do uso. Foi utilizado o Planejamento Estratégico Situacional para estimativa rápida dos problemas observados e definição do problema prioritário, dos nós críticos e das ações. A pesquisa documental foi feita com base nos arquivos das fichas cadastrais existentes, bem como nas abordagens domiciliares, onde encontram-se o histórico dos pacientes existentes e os novos diagnósticos. Esses dados contribuirão para a intervenção preventiva em relação ao uso do tabaco e para o tratamento. Espera-se a redução do número de pacientes tabagistas
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/14691
24/Jan/2020
SP2.006.052.068::Estratégia Saúde da Família
N04.590.233.727::Atenção Primária à Saúde
N02.421.726.507::Promoção da Saúde
C25.775.912::Tabagismo