FICHA TÉCNICA DO RECURSO

A IMPLEMENTAÇÃO DO MÉTODO AVANÇADO NO GRUPO DE CUIDADOS DE PACIENTES HIPERTENSOS E DIABÉTICOS USAFA JARDIM CONCEIÇÃOZINHA DO GUARUJÁ - SP
A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e o Diabetes Mellitus (DM) são doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), caracterizadas por serem inicialmente assintomáticas, alta prevalência e alto custo econômico, apresentando um grande desafio para a saúde pública mundial. A HAS é uma condição clínica multifatorial, que se caracteriza pela elevação sustentada dos níveis pressóricos, estando frequentemente associada a distúrbios metabólicos, alterações nos órgãos-alvo, agravada quando associada à presença de outros fatores de risco como dislipidemia, obesidade e diabetes (SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA, 2016). O Diabetes Mellitus acomete o metabolismo intermediário, acarretando a hiperglicemia crônica. A HAS e o DM estão entre as DCNT mais comuns, apresentando altas taxas de morbidade e mortalidade, ocasionadas principalmente pelas suas complicações. Observando o diagnóstico situacional rápido realizado pela equipe da USAFA Jardim Conceiçãozinha, sinalizou como maiores problemáticas da unidade, fila de cerca de 6 meses para acessar as ações do Hiperdia, baixa adesão dos portadores de DM e/ou HAS as propostas terapêuticas, espaço físico reduzido, mão de obra escassa para a área de abrangência, dificuldades para realizar a estratificação dos pacientes e agendar retorno daqueles considerados de alto risco cardiovascular, tendo como consequência elevação do número de pacientes com descontrole pressórico e/ou glicêmico, tornando indispensável a criação de estratégias de acesso avançado de cuidados. Espera-se que através dessas  ações de orientações e esclarecimentos, estímulo a adesão as propostas de tratamento, construção coletiva entre médico e paciente dos planos terapêuticos, acesso avançado aos cuidados, estratificação de riscos cardiovasculares, visão holística dos usuários e criação de vínculos, reduzir o tempo de espera por atendimento médico, de pacientes portadores de hipertensão e diabetes, bem como colaborar para a redução do descontrole glicêmico e/ou pressórico, melhorando a qualidade de vida e prevenindo complicações.

  • DOENÇAS (C )
  • Doenças Cardiovasculares (C14 )
  • Doenças Vasculares (C14.907 )

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Administração de Serviços de Saúde (N04 )
  • Organização e Administração (N04.452 )
  • Técnicas de Planejamento (N04.452.718 )

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I )
  • Educação (I02 )
  • Educação não Profissionalizante (I02.233 )
  • Educação em Saúde (I02.233.332 )
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N )
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02 )
  • Serviços de Saúde (N02.421 )
  • Serviços Preventivos de Saúde (N02.421.726 )
  • Educação em Saúde (N02.421.726.407 )
  • SAÚDE PÚBLICA (SP )
  • Atenção à Saúde (SP2 )
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS )
  • Sistema de Vigilância Sanitária (VS1 )
  • Política Nacional de Vigilância Sanitária (VS1.001 )
  • Política de Saúde (VS1.001.004 )
https://ares.unasus.gov.br/acervo/static/files/Termos de uso do ARES.pdf
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/26396
25/Apr/2022