FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Melhoria da Atenção à Saúde de Escolares de 02 a 06 anos pela Estratégia de Saúde Família de Genipabú, no Município de Extremoz, RN.
O presente trabalho aborda sobre o planejamento, a organização e a implementação do projeto de intervenção acerca do Programa de Saúde na Escola (PSE) vinculado à Unidade Básica de Genipabú, no município de Extremoz, RN. Objetiva-se com este estudo contribuir positivamente com o desenvolvimento das ações do PSE, melhorar a qualidade das ações, aumentar a adesão ao programa, otimizar o registro das ações, melhorar a continuidade da assistência e promoção à saúde dos escolares. A intervenção foi realizada em um período de doze semanas de Agosto a Outubro de 2014. Os contribuintes foram a equipe da ESF Genipabú, a comunidade escolar, e os gestores. Os registros das ações eram feitos em impressos próprios, além de fichas-espelho e posteriormente incluídos em uma planilha de coleta de dados e outra de saúde bucal. A análise dos dados foi realizada a partir de aspectos quantitativos e qualitativos relacionados aos objetivos propostos.Como resultados obteve-se na avaliação clínica e psicossocial, bem como na análise da situação vacinal dos alunos um índice de 97,95%, a avaliação nutricional (antropometria) alcançou-se 100%, avaliação de Saúde Bucal 87,75% dos escolares, os que tiveram os registros atualizados na UBS foram 100%, aqueles que receberam orientações nutricionais 67,34%, prevenção de acidentes, prevenção de violência e Bullying 73,91%, práticas de atividade física 93,87%, cuidados com o ambiente para promoção à saúde 71,42%, e orientações sobre higiene bucal 87,75%. Além destes, foram realizadas ações de para confeccção do cartão SUS, identificados alunos com necessidade de encaminhamento, melhora nos registros do programa aliado à UBS. De um modo geral, pode se afirmar que com este trabalho alcançamos a promoção da saúde, reforçando a prevenção de agravos à saúde, a criação de um elo fortíssimo entre o PSE e a creche, assim como, por parte da creche para com a equipe da ESF Genipabú, que é em sua maioria nova, o que promoveu uma melhor comunicação entre a instituição e a unidade de saúde e gestores, assegurando a troca de informações sobre as condições de saúde dos educandos, e assim, também torna se evidente que houve uma contribuição positiva para o fortalecimento e o enfrentamento das vulnerabilidades, no campo da saúde, que possam comprometer o pleno desenvolvimento escolar.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/3870
30/Sep/2016

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Assistência à Saúde (SP2.016)
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.016.122)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Serviços de Saúde (SP4.002)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)
Escolar
Prevenção