FICHA TÉCNICA DO RECURSO

A importância da visita domiciliar à pacientes hipertensos
A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença de múltiplos fatores e sua detecção é quase sempre tardia por ser uma doença assintomática, o que dificulta o tratamento, fator determinante para o agravamento da mesma. Este trabalho teve como objetivo elaborar uma proposta de intervenção para melhorar a adesão dos hipertensos ao controle dos dados pressóricos por meio da visita domiciliar. Para o enfrentamento do problema foi elaborado uma proposta de intervenção seguindo o método do Planejamento Estratégico Situacional (PES), com a criação de ações que visam à conscientização da população sobre a importância do controle da hipertensão, da terapia medicamentosa correta, dos hábitos de vida saudáveis, sobre mudanças na rotina, e prática de exercícios físicos. De acordo com o HIPERDIA, a evasão dos pacientes hipertensos á UBS cresce consideravelmente, fazendo com que o acompanhamento não ocorra de forma integral. Consideramos, assim, a necessidade da equipe realizar uma busca ativa e visitar nos domicílios esses pacientes para efetivar o controle dos níveis pressóricos, a adesão ao tratamento e orientações quanto aos hábitos de vida saudáveis e ainda conhecer a qualidade de vida desses pacientes. Conclui-se que, mesmo atendendo as pessoas isoladamente, por meio da visita domiciliar, a equipe de saúde interage com a família do hipertenso assim e acredita-se que, ao tentar manter o quadro da doença estável estão promovendo algum de benéfico à família.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/5043
10/Oct/2016
  • Visita domiciliar