FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Educação em saúde para a prevenção e controle de hipertensão arterial sistêmica no município Peçanha, MG
A hipertensão arterial sistêmica (HAS) tem alta prevalência e baixas taxas de controle, sendo considerada um dos principais fatores de risco (FR) modificáveis e um dos mais importantes problemas de saúde pública do mundo e no Brasil. Estudos clínicos demonstraram que a detecção, o tratamento e o controle da HAS são fundamentais para a redução dos eventos adversos cardiovasculares. A educação em saúde é uma importante estratégia para a prevenção e controle da HAS, o que justificou a realização desse trabalho, uma vez que esse agravo foi a principal causa (35,4%) das consultas realizadas na UBS Dr: Raimundo Eusébio Leão no município de Peçanha-MG. O objetivo geral do trabalho é propor um plano de intervenção de Educação em saúde para a população sobre a prevenção e controle da HAS. A proposta será desenvolvida na UBS e seguirá as seguintes etapas: 1- Fase de intervenção na realidade, onde será feito o contato com as comunidades para realizar grupos operativos sobre essa doença. 2- A educação em saúde, que será realizada nas comunidades e na própria unidade de saúde, sendo moderadas pela médica e enfermeira da unidade, com participação dos demais profissionais de saúde, através da metodologia ativa e problematizadora de ensino, levando os pacientes a refletirem sobre a melhor forma de controlar os fatores de riscos e adoção de hábitos de vida saudáveis.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/5907
10/Oct/2016

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Técnicas de Pesquisa (E05)
  • Métodos Epidemiológicos (E05.318)
  • Estatística como Assunto (E05.318.740)
  • Probabilidade (E05.318.740.600)
  • Risco (E05.318.740.600.800)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Fatores Epidemiológicos (N05.715.350)
  • Causalidade (N05.715.350.200)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Mecanismos de Avaliação da Assistência à Saúde (N05.715.360)
  • Estatística como Assunto (N05.715.360.750)
  • Probabilidade (N05.715.360.750.625)
  • Risco (N05.715.360.750.625.700)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Fatores Epidemiológicos (N06.850.490)
  • Causalidade (N06.850.490.625)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Métodos Epidemiológicos (N06.850.520)
  • Estatística como Assunto (N06.850.520.830)
  • Probabilidade (N06.850.520.830.600)
  • Risco (N06.850.520.830.600.800)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Fenômenos Biológicos (SP4.102)
  • Fenômenos Ecológicos e Ambientais (SP4.102.072)
  • Ecotoxicologia (SP4.102.072.092)
  • Poluição Ambiental (SP4.102.072.092.693)
  • Riscos Ambientais (SP4.102.072.092.693.334)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Epidemiologia e Bioestatística (SP5)
  • Epidemiologia (SP5.001)
  • Medidas de Associação, Exposição, Risco ou Desfecho (SP5.001.037)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Desastres (SP8)
  • Risco (SP8.473)
  • Medição de Risco (SP8.473.327)