FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Promoção de hábitos e estilos de vida a pacientes hipertensos do PSF Potengy, do município Piaçabuçu: proposta de intervenção
A Hipertensão Arterial é uma condição clínica de alta prevalência e baixas taxas de controle. É considerada um dos principais fatores de risco modificáveis para doenças cardiovasculares, as quais se configuram a principal causa de morte no Brasil e responsáveis por alta frequência de internações, ocasionando custos elevados. Sabe-se que a abordagem terapêutica, a educação em saúde e o diagnóstico precoce são pilares para que se possa alcançar controle rigoroso e efetivo na diminuição das taxas de morbimortalidade por Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). Após diagnóstico situacional na área de abrangência, foi possível identificar um contraste negativo entre o número de pacientes em controles na Unidade Básica de Saúde (UBS). Por tanto este trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta de intervenção para promover hábitos e estilos de vida a pacientes com HAS do Posto de Saúde da Família (PSF) Potengy, do município Piaçabuçu. Para elaboração da proposta de intervenção, foram executadas três etapas: diagnóstico situacional, revisão bibliográfica e elaboração do plano de ação, utilizando o Planejamento Estratégico Situacional (PES).
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8250
07/Apr/2017

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Cardiovasculares (C14)
  • Doenças Vasculares (C14.907)

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Técnicas de Pesquisa (E05)
  • Métodos Epidemiológicos (E05.318)
  • Estatística como Assunto (E05.318.740)
  • Probabilidade (E05.318.740.600)
  • Risco (E05.318.740.600.800)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Fatores Epidemiológicos (N05.715.350)
  • Causalidade (N05.715.350.200)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Mecanismos de Avaliação da Assistência à Saúde (N05.715.360)
  • Estatística como Assunto (N05.715.360.750)
  • Probabilidade (N05.715.360.750.625)
  • Risco (N05.715.360.750.625.700)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Fatores Epidemiológicos (N06.850.490)
  • Causalidade (N06.850.490.625)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Métodos Epidemiológicos (N06.850.520)
  • Estatística como Assunto (N06.850.520.830)
  • Probabilidade (N06.850.520.830.600)
  • Risco (N06.850.520.830.600.800)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Fenômenos Biológicos (SP4.102)
  • Fenômenos Ecológicos e Ambientais (SP4.102.072)
  • Ecotoxicologia (SP4.102.072.092)
  • Poluição Ambiental (SP4.102.072.092.693)
  • Riscos Ambientais (SP4.102.072.092.693.334)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Epidemiologia e Bioestatística (SP5)
  • Epidemiologia (SP5.001)
  • Medidas de Associação, Exposição, Risco ou Desfecho (SP5.001.037)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Desastres (SP8)
  • Risco (SP8.473)
  • Medição de Risco (SP8.473.327)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Serviços de Saúde (SP2.031)
  • Serviços Básicos de Saúde (SP2.031.197)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Vigilância Sanitária de Serviços de Saúde (VS3)
  • Instalações de Saúde (VS3.002)
  • Instituições Residenciais (VS3.002.010)

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I)
  • Educação (I02)
  • Educação não Profissionalizante (I02.233)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Instituições de Saúde, Recursos Humanos e Serviços (N02)
  • Serviços de Saúde (N02.421)
  • Serviços Preventivos de Saúde (N02.421.726)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Promoção da Saúde (SP2.021)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Desastres (SP8)
  • Administração de Desastres (SP8.946)
  • Educação em Desastres (SP8.946.234)