FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Hipertensão arterial: intervenção educativa e melhoria da qualidade de vida na unidade básica de saúde Petrônio de Abreu, Itapecuru Mirim- Maranhão
O Brasil tem estabelecido metas de redução da hipertensão arterial em 25 % entre 2015 e 2025, aplicando diversas medidas de promoção da saúde relacionadas à doença. Este Plano de Ação objetiva modificar o estilo de vida na população para diminuir a incidência de hipertensão arterial futura. Para isso, será identificada a presença de fatores de risco em pacientes da unidade de saúde, onde será avaliado o conhecimento sobre estes fatores e serão efetuadas atividades educativas com vista à redução dos mesmos. Foi feita uma revisão da bibliografia sobre o assunto abordado e se cumprem os objetivos com um grupo da população escolhido por não apresentar a doença. As ações educativas serão avaliadas quanto à efetividade, visando melhorar a qualidade de vida dos habitantes. Conclui-se que o conhecimento dos fatores de risco da hipertensão por parte da população influi no autocuidado e, portanto, no não desenvolvimento da doença.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8842
29/May/2017

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Cardiovasculares (C14)
  • Doenças Vasculares (C14.907)

  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Técnicas de Pesquisa (E05)
  • Métodos Epidemiológicos (E05.318)
  • Estatística como Assunto (E05.318.740)
  • Probabilidade (E05.318.740.600)
  • Risco (E05.318.740.600.800)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Fatores Epidemiológicos (N05.715.350)
  • Causalidade (N05.715.350.200)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Qualidade da Assistência à Saúde (N05.715)
  • Mecanismos de Avaliação da Assistência à Saúde (N05.715.360)
  • Estatística como Assunto (N05.715.360.750)
  • Probabilidade (N05.715.360.750.625)
  • Risco (N05.715.360.750.625.700)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Fatores Epidemiológicos (N06.850.490)
  • Causalidade (N06.850.490.625)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Métodos Epidemiológicos (N06.850.520)
  • Estatística como Assunto (N06.850.520.830)
  • Probabilidade (N06.850.520.830.600)
  • Risco (N06.850.520.830.600.800)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Fenômenos Biológicos (SP4.102)
  • Fenômenos Ecológicos e Ambientais (SP4.102.072)
  • Ecotoxicologia (SP4.102.072.092)
  • Poluição Ambiental (SP4.102.072.092.693)
  • Riscos Ambientais (SP4.102.072.092.693.334)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Epidemiologia e Bioestatística (SP5)
  • Epidemiologia (SP5.001)
  • Medidas de Associação, Exposição, Risco ou Desfecho (SP5.001.037)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Desastres (SP8)
  • Risco (SP8.473)
  • Medição de Risco (SP8.473.327)

  • ANTROPOLOGIA, EDUCAÇÃO, SOCIOLOGIA E FENÔMENOS SOCIAIS (I)
  • Ciências Sociais (I01)
  • CIÊNCIAS HUMANAS (K)
  • Ciências Humanas (K01)
  • Filosofia (K01.752)
  • Vida (K01.752.400)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Meio Ambiente e Saúde Pública (N06)
  • Saúde Pública (N06.850)
  • Medidas em Epidemiologia (N06.850.505)
  • Demografia (N06.850.505.400)
  • Nível de Saúde (N06.850.505.400.425)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Qualidade Ambiental (SP4.077)