FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Condutas no primeiro atendimento a pacientes admitidos com quadro de broncoespasmo agudo: proposta de um protocolo de atendimento na Unidade de Saúde de Torres de São Sebastião
Asma é uma doença crônica das vias aéreas, afetando pessoas de todas as idades em todo o mundo. Caracteriza-se por episódios recorrentes de obstrução ao fluxo aéreo que se manifestam por tosse, dispneia, sibilos e opressão torácica. O diagnóstico é baseado em anamnese, exame físico e provas funcionais. Os episódios recorrentes de broncoespasmo por exacerbação pulmonar asmática podem ser leves, moderados ou graves, tornando- se uma urgência médica e devem ser prontamente manejados. A asma tem uma prevalência de cerca de 10% no Brasil e, por tratar- se de uma patologia que se manifesta de forma recorrente, é comum nos depararmos frequentemente com suas manifestações clínicas. Mediante observação em atendimentos na Unidade de Saúde, foi notado grande número de admissões de pacientes em quadro de broncoespasmo agudo, tanto na faixa etária adulta quanto pediátrica. Foi constatada também a falta de recursos necessários para o manejo desta patologia. Por esta razão, este estudo objetivou propor um protocolo de atendimento ás crianças e adultos com casos de broncoespasmo agudo, na Unidade de Saúde de Torres de São Sebastião. Após análise do perfil local e identificação do problema, foi realizado levantamento bibliográfico, no SciELO e proposto protocolo de atendimento a fim de padronizar o manejo de pacientes com quadro de exacerbação pulmonar por asma. Foi necessário listar os insumos necessários para tal, assim como conscientizar a equipe para que esta esteja treinada para um atendimento eficaz. Desta forma, preconiza - se a resolução do quadro na unidade a fim de reduzir o número de encaminhamentos e hospitalizações. A padronização do atendimento, assim como a implantação de recursos locais possibilitarão uma maior resolutividade na Atenção Básica, reduzindo o número de internações e a morbidade em pacientes asmáticos.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/8873
06/Jun/2017

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Respiratórias (C08)
  • Broncopatias (C08.127)
  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Respiratórias (C08)
  • Pneumopatias (C08.381)
  • Pneumopatias Obstrutivas (C08.381.495)
  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Respiratórias (C08)
  • Hipersensibilidade Respiratória (C08.674)
  • DOENÇAS (C)
  • Doenças do Sistema Imunitário (C20)
  • Hipersensibilidade (C20.543)
  • Hipersensibilidade Imediata (C20.543.480)
  • Hipersensibilidade Respiratória (C20.543.480.680)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Transtornos de Origem Ambiental (SP4.012)
  • Doenças Respiratórias (SP4.012.143)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Saúde do Trabalhador (SP4.046)
  • Medicina do Trabalho (SP4.046.452)
  • Doenças Profissionais (SP4.046.452.698)
  • Doenças Respiratórias (SP4.046.452.698.904)

  • DOENÇAS (C)
  • Doenças Respiratórias (C08)
  • Broncopatias (C08.127)


  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Serviços de Saúde (SP2.031)
  • Serviços Básicos de Saúde (SP2.031.197)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Vigilância Sanitária de Serviços de Saúde (VS3)
  • Instalações de Saúde (VS3.002)
  • Instituições Residenciais (VS3.002.010)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • Assistência Integral à Saúde (N04.590.233)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Níveis de Atenção à Saúde (SP2.001)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Assistência à Saúde (SP2.016)
  • Assistência Integral à Saúde (SP2.016.122)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Saúde Ambiental (SP4)
  • Serviços de Saúde (SP4.002)