FICHA TÉCNICA DO RECURSO

Plano de ação para minimizar riscos sanitários através da educação permanente em saúde
A diálise é um procedimento de alto custo/complexidade e requer uma articulação entre os níveis secundários e terciários de assistência. Nos últimos anos, houve um acréscimo de sua demanda, o que acarreta um custo financeiro significativo, uma vez que no Brasil, 95% dos tratamentos dialíticos são pagos pelo SUS. Tendo em vista o imprescindível papel de promover a orientação e informação quanto às boas práticas nos serviços de terapia renal substitutiva, este trabalho visa realizar um Programa de Educação Permanente desenvolvido pelos técnicos das vigilâncias sanitárias estadual e municipal do Rio de Janeiro. O público-alvo das ações educativas são os profissionais de saúde que atuam nos serviços de diálise localizados no município do Rio de Janeiro, abordando as novas legislações em vigor e o gerenciamento de risco e qualidade, a fim de promover a qualificação dos serviços e segurança do paciente.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/9816
18/Oct/2017


  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Terapêutica (E02)
  • Terapia de Substituição Renal (E02.870)
  • TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS ANALÍTICOS, DIAGNÓSTICOS E TERAPÊUTICOS (E)
  • Terapêutica (E02)
  • Desintoxicação por Sorção (E02.912)

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Administração de Serviços de Saúde (N04)
  • Administração dos Cuidados ao Paciente (N04.590)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VS)
  • Vigilância Sanitária de Serviços de Saúde (VS3)