FICHA TÉCNICA DO RECURSO

A relação médico-paciente
O objeto começa ressaltando que o trabalho do médico de família e comunidade (MFC) tem como características a longitudinalidade, o vínculo e a coordenação do cuidado das pessoas de sua comunidade. Detalha que é importante que o MFC tenha habilidade de comunicação e de estabelecer uma boa relação médico-paciente. Especifica que é considerada uma boa relação médico-paciente aquela que é centrada na pessoa e não na doença. Menciona que entender o contexto permite que o médico de família não veja o problema de saúde de forma isolada e que uma das formas mais efetivas é um método sistematizado chamado de Abordagem Centrada na Pessoa. Segue com uma apresentação de passos que auxiliam no desenvolvimento de uma boa relação médico-paciente. Termina aconselhando a priorizar algum dos passos citados de acordo com a necessidade do caso e fazer uso do vínculo e da longitudinalidade para o desenvolvimento de uma atenção centrada na pessoa. Unidade 4 do módulo 7 que compõe o Curso de Especialização em Saúde da Família.
https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/828
04/Nov/2013
2011

  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Características da População (N01)
  • Saúde (N01.400)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Políticas, Planejamento e Administração em Saúde (SP1)
  • Políticas Públicas de Saúde (SP1.001)
  • Sistemas de Saúde (SP1.001.012)
  • Sistemas Nacionais de Saúde (SP1.001.012.010)
  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Direito Sanitário (SP9)
  • Seguridade Social (SP9.160)

  • PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA (F)
  • Comportamento e Mecanismos Comportamentais (F01)
  • Psicologia Social (F01.829)
  • Relações Interpessoais (F01.829.401)
  • ASSISTÊNCIA À SAÚDE (N)
  • Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde (N05)
  • Assistência à Saúde (N05.300)

  • SAÚDE PÚBLICA (SP)
  • Atenção à Saúde (SP2)
  • Saúde de Grupos Específicos (SP2.006)