Navegando por Instituição: "Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)"

1454 RESULTADOS (850 a 869)
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    Este objeto começa considerando que as lesões brancas da mucosa bucal são frequentes e representam manifestações clínicas de diversas doenças bucais e/ou sistêmicas diferentes. Segue mencionando que estão relacionadas principalmente ao depósito de substâncias sobre a mucosa ou aumento da espessura do epitélio de revestimento da mucosa bucal. Det...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    21/Aug/2014
    Tópico 1 – Lesões brancas da mucosa bucal O tópico aborda as principais lesões brancas presentes na mucosa bucal: candidíase bucal; queimaduras químicas e térmicas; úlceras traumáticas, estomatite, candidíase crônica hiperplásica, queiliteactínica, líquen plano reticular, apresentando: causas, tipologia (removíveis ou não por raspagem), tratame...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    O objeto aborda que as lesões pigmentadas da mucosa bucal são caracterizadas por manchas escurecidas – marrons, enegrecidas ou arroxeadas. Ressalta que se apresentam sob a seguinte classificação clínica: lesões pigmentadas de origem exógena e lesões pigmentadas de origem endógena. Sobre a primeira, destaca que são manchas causadas pela impregnaç...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    O objeto começa abordando as lesões reativas da mucosa bucal, que produzem alteração de volume da mucosa e cessam o crescimento com a remoção do estímulo que desencadeou o processo. Lembra que estímulos físicos, químicos ou biológicos podem produzir uma lesão, dependendo da sua intensidade, do seu tempo de ação e da capacidade de reação individu...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    Este objeto começa salientando que as duas lesões vermelhas mais comuns da mucosa bucal são a candidíase eritematosa e a eritroplasia. Sobre a candidíase eritematosa, também chamada estomatite protética, destaca que se apresenta como áreas de cor avermelhada comumente localizada no palato de pacientes portadores de próteses totais mal higienizad...
  • Souza, Ana Izabel Jatobá de
    27/Sep/2012
    O objeto inicia pelo levantamento dos cadastros das crianças no território e coloca a extrema importância de verificar os registros que estão sendo realizados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), lembrando que é apropriado também discutir em equipe se existe alguma dificuldade de registro pelos agentes. Alega que o preenchimento da Ficha C...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    Este objeto começa destacando que a dor lombar é um dos principais motivos de procura por atendimento, sendo também um dos principais motivos de falta ao trabalho. Ressalta que suas causas são inúmeras, especialmente de causas mecânicas, sistêmicas ou viscerais, sendo a mais comum a lombalgia mecânica inespecífica na qual existem danos musculoli...
  • OLIVEIRA, Luiz Felipe Gonçalves De
    15/May/2019
    A longitudinalidade do cuidado é uma característica que faz a atenção primária se diferenciar dos demais níveis assistenciais. Tal característica relaciona-se com o vínculo estabelecido entre usuário e unidade de saúde. Quando presente na atenção primária a longitudinalidade do cuidado propicia diagnóstico e tratamento mais precisos além de uso ...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    18/Dec/2013
    Este objeto inicia lembrando que a tuberculose continua sendo uma doença de importância para a atenção básica e a saúde pública. Explica a forma de transmissão e os sintomas mais frequentes. Detalha como deve ser feita a coleta do escarro para exame. Sobre o diagnóstico, apresenta exames como cultura para pesquisa de BAAR, radiografia de tórax e...
  • Moreira, André Ricardo
    16/Jan/2014
    Este objeto começa destacando que asfixia, no Brasil, é classificada como acidente por causa externa, sendo uma das principais causas de morbidade e mortalidade entre crianças. Lembra que os objetos mais frequentemente implicados na asfixia em crianças são, por ordem de frequência, alimentos, moedas, balões e outros brinquedos. Detalha que, embo...
  • Freitas, Fernanda Lazzari
    16/Jan/2014
    Este objeto começa abordando que a cefaleia é particularmente comum no cotidiano das unidades que integram a Atenção Básica. Lembra que a dor de cabeça gera sofrimento físico, além de prejuízos sociais, laborais, emocionais e econômicos, e revela o papel significativo que a ocorrência de cefaleias assume sobre a sociedade. Destaca que as cefalei...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    04/Nov/2013
    O objeto inicia ressaltando que o Diabetes Mellitus tipo II é uma das patologias mais comuns no dia a dia do médico de família. Menciona a importância do uso do PROGRAB, sistema que apresenta o número e a proporção de diabéticos da área de abrangência, além de outras informações. Enfoca que um importante na atenção ao portador de DM tipo II é o ...
  • Biz, Michelle Tillmann
    16/Jan/2014
    Este objeto começa destacando que a abordagem da dor endodôntica é de grande relevância na prática da Atenção Básica e lembra que a situação é preocupante uma vez que, caso o usuário não receba o devido tratamento, a doença poderá evoluir a ponto de gerar lesões mais complexas, que produzam inflamações pulpares. Enfoca a prevenção, indicando que...
  • Siqueira, Filipe Modolo
    16/Jan/2014
    Este objeto começa destacando que situações de dor de origem periodontal são eventos muito co¬muns no cotidiano do cirurgião dentista, pois estão relacionadas principalmente à presença das do¬enças periodontais. Ressalta a importância do estudo das gengivites e periodontites como doenças isoladas ou como fatores contribuintes para o estabelecime...
  • Souza, Ana Izabel Jatobá de
    27/Sep/2012
    O objeto começa afirmando que a febre é habitualmente a principal queixa que leva muitas famílias às Unidades de Saúde, bem como preocupa consideravelmente no ambiente hospitalar. Fala que o controle da temperatura vai se aprimorando nas faixas etárias mais avançadas. Em seguida destaca que febre é um sintoma e que esse assunto deve ser explicad...
  • Reibnitz Júnior, Calvino
    04/Nov/2013
    O objeto inicia destacando que a Hipertensão Arterial Sistêmica é uma das enfermidades mais comuns no dia a dia do médico de saúde da família e comunidade (MFC). Indica para leitura o livro do Duncan de Medicina Ambulatorial e o caderno de Atenção Básica nº 15. Detalha a importância do PROGRAB, instrumento útil para o planejamento das ações na a...